Hiroshima #1: Memorial da Paz

by - fevereiro 10, 2018


Final do ano passado pela primeira vez fui para Hiroshima, na verdade foram menos de 24h na cidade então tive que selecionar bem onde iria “turistar”.

Acho que para qualquer pessoa quando se fala de Hiroshima a primeira coisa que se vem a cabeça é a bomba atômica da segunda guerra mundial, então uma ida ao Memorial da Paz de Hiroshima - em japonês, 原爆ドーム/genbaku dome - é quase que obrigatório.


O Memorial é o escombro do prédio originalmente projetado por um arquiteto tcheco no início dos anos 1900. Depois de sua inauguração o prédio foi utilizado durante 30 anos pela prefeitura de Hiroshima até o trágico dia 6 de agosto de 1945. O epicentro da explosão foi a aproximadamente 150 metros do prédio e ele foi o único que resistiu de pé ao impacto. Inicialmente ele seria demolido junto com as outras ruínas mas por ter sua estrutura praticamente intacta ele acabou ficando, apesar de não ser uma decisão unânime entre os japoneses. Aproximadamente 20 anos depois a cidade de Hiroshima decidiu preservar a estrutura como um memorial e no ano de 1996 a construção foi registrada como patrimônio mundial pela UNESCO.




Onde?  2 km da estação de Hiroshima (caminhando leva menos de 30 minutos, mas tem a opção de ir de ônibus saindo da estação).
1 Chome-1-10 Ōtemachi, Naka-ku, Hiroshima
         

You May Also Like

4 comentários

  1. Amo Hiroshima, mas meu deus, como chorei na visita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não cheguei a chorar... mas só conseguia pensar no poder de destruição que o ser humano tem...

      Excluir
  2. Que impressionante e muito impactante que deve ser visitar esse memorial. Quero ir conhecer o Japão muito em breve e com certeza adoraria conhecer Hiroshima!

    ResponderExcluir
  3. Oie Gê!
    Não sabia que você tinha voltado com o blog, fiquei muito feliz! Eeee! \o/
    Muito bonito o prédio em ruínas, mas muito triste, né? Eu acho que concordo com você na sua resposta para a Vy. Eu não teria chorado, mas teria parado por alguns minutos para refletir sobre o poder de destruição e na tragédia que foi esse evento. Foi algo parecido que eu senti quando visitei o memorial das torres gêmeas em NYC. Muito triste... =/
    Beijos,
    Fernanda N
    http://www.confabulando.com.br

    ResponderExcluir